banner livro

Quiz, direto do túnel do tempo

Uma cabine na década de 80

Uma cabine na década de 80

PUF! Você foi teletransportado para a poltrona 13G de um voo do Galeão para Orlando no inverno de 1982, sobrevoando o Circo Voador no Arpoador a bordo de uma aeronave com cerca de 300 passageiros e com prefixo dos Estados Unidos.

Após 8 horas de voo, o comandante informa que uma raríssima e densa neblina cobre toda a região do sudeste de Orlando, mas que os passageiros não deveriam se preocupar ou mesmo se atrasar, pois estavam no primeiro avião daquele porte certificado pela FAA para pousar por instrumentos com o uso do piloto automático (Cat 3C).

Dentre tantas dúvidas dessa história insólita, eu te pergunto: Qual o nome da fabricante do motor do avião?

Como sempre, há uma resposta lógica e bastante compreensível.

Rids.

E a resposta certa veio do Giovanni. O Josevaldo respondeu alguns minutos antes chutando.Cliquem abaixo.

Clique para a Resposta do Quiz
Resposta: Rolls Royce.

Do Wikipedia: “O L-1011 foi o primeiro widebody a receber a certificação da FAA pelo seu sistema de autolanding do tipo Cat III-C” (…) “Em fevereiro de 1971, após custos maciços de desenvolvimento, associados ao motor RB211, a Rolls-Royce entrou em concordata. Isso levou a Lockheed a cessar as produções do L-1011, pois era muito tarde para substituir os fornecedores de motores para a General Electric ou Pratt & Whitney. O governo britânico concordou em aprovar um grande subsídio estatal para reiniciar as operações da Rolls-Royce na condição de o governo americano garantir os empréstimos bancários necessários para completar o projeto do Lockheed L-1011. Apesar de haver uma certa oposição por parte do então presidente dos Estados Unidos, o governo americano concedeu as garantias de empréstimos para a Rolls-Royce. Até a conclusão do projeto RB211, a Rolls-Royce permaneceu como uma empresa estatal.”

A partir da resposta, é possível ainda inferir que a empresa do quiz era a Pan Am, que usava o Tristar (“Clipper Green Parrot”?) para voos entre o Rio e a Flórida; que era noite, quando o Circo Voador ficava todo iluminado; e que a densa neblina de Orlando era constituída por gases dos veículos, fogos da Disney e Cohibas, pois nessa época não se controlava a emissão de poluentes, nem o fumo.

Tags:

Sobre o Autor

Espaço dedicado aos textos dos leitores do AeM que colaboram com artigos de aviação.
Topo