banner livro

Trip

TRIP – A história por quem ajudou a escrever a história – Parte III

TRIP – A história por quem ajudou a escrever a história – Parte III

Esta é a parte III, leia antes a parte II aqui e a parte I aqui. A expansão havia custado caro à TRIP, prejuízos vultosos levaram a empresa a desenhar uma reestruturação. Os ATR mais antigos seriam aposentados em prol da padronização da frota com os ATR500 e ATR600. Alguns jatos EMBRAER 175 seriam retirados […]

Leia Mais →

Leia Mais →

TRIP – A história por quem ajudou a escrever a história – Parte II

TRIP – A história por quem ajudou a escrever a história – Parte II

Esta é a parte II do artigo, para ler a parte I clique aqui. Capitalizada, a TRIP começou a exercer uma expansão ousada com uma lógica simples, para cada 72-500 que chegasse um mercado era aberto ou então ele entrava no lugar de um ATR42, liberando esse 42 para um novo mercado. O anúncio no […]

Leia Mais →

Leia Mais →

TRIP – A história por quem ajudou a escrever a história – Parte I

TRIP – A história por quem ajudou a escrever a história – Parte I

28 de Julho de 2008, quando a aeronave ATR42-300 PP-PTD pousou na pista 10 de Salvador, procedente de Vitória da Conquista e Pampulha, a TRIP se expandia no Nordeste, onde já operava desde 1998. A primeira decolagem havia sido em 19 de Novembro de 1998 quando o PP-PTB alçou os céus de Natal para Noronha […]

Leia Mais →

Leia Mais →

13° ano de cordinha no pescoço

13° ano de cordinha no pescoço

Título de um artigo suicida ou título de um artigo de alguém endividado? Nem um nem outro meus caros leitores do AeM, é titulo de quem completa com muito orgulho nesta sexta-feira, 10 de Janeiro de 2014, 13 anos profissionais na aviação. Um artigo de ego? Jamais, um artigo para quem quer motivar você a […]

Leia Mais →

Leia Mais →

Aviação comercial na América do Sul – Brasil

Aviação comercial na América do Sul – Brasil

O Brasil é o nosso país de encerramento da série de AVIAÇÃO COMERCIAL NA AMÉRICA DO SUL. O Brasil e suas dimensões continentais, tem operadores CARGO, PAXS REGULAR e PAXS REGIONAL. Os operadores PAXS principais são AVIANCA BRASIL, AZUL, BRAVA, GOL, MAP, PASSAREDO, SETE, TAM e TRIP. Os CARGO são ABSA, RIO, SIDERAL e TOTAL […]

Leia Mais →

Leia Mais →

Brasília e o Jorge #Causo

Brasília e o Jorge #Causo

Não resisti em contar um causo depois de assistir o vídeo do crash test com o Boeing 727 no último domingo no Fantástico, quando dublaram uma mensagem de aviso como “AVIÃO CAINDO, AVIÃO CAINDO!”. Essas traduções me matam de rir (e de vergonha também), mas logo me lembrei do Jorge e o Brasília. O Emb120 […]

Leia Mais →

Leia Mais →

Papa Tango Charlie

Papa Tango Charlie

Aprendi, em um artigo do Gianfranco Beting, que o Comandante Omar Fontana da TRANSBRASIL dizia que aeronaves se tratavam como She, ou seja, não é O AVIÃO, é A AERONAVE. Porém, fico em dúvida se me refiro ao amigo PAPA TANGO CHARLIE ou a AMIGA CHARLIE… Falando nisso, Charlie é o nome da personagem de […]

Leia Mais →

Leia Mais →

Embraer E-175 na Trip #história

Embraer E-175 na Trip #história

NOTA: Devido mudanças no planejamento estratégico da companhia apenas as unidades PJD, PJG, PJH, PJI saíram da frota, os demais permanecem. Fundada em 24 de Março de 1998 oriunda da VIAÇÃO CAPRIOLI de Campinas, a TRIP iniciou suas operações com um par de EMBRAER 120 (PP-PTA e PP-PTB) que foram usados exaustivamente desbravando o país, […]

Leia Mais →

Leia Mais →

Minha primeira CCT de Mecânico de Aviões por Alexandre

Minha primeira CCT de Mecânico de Aviões por Alexandre

WAYPOINT POR WAYPOINT   Sempre gostei de ouvir a história das pessoas, desde meu pai ex-gerente de aeroporto da VASP a todos que encontrava no caminho, não importa o cargo ou origem, ouvir histórias para mim é fundamental e enriquece não só em conhecimentos como exemplos a eguir. Até hoje, quando conheço novos funcionários gosto […]

Leia Mais →

Leia Mais →

A responsabilidade, gratidão e ingratidão da profissão – Por A. Conrado

A responsabilidade, gratidão e ingratidão da profissão – Por A. Conrado

Certa feita presenciei meu chefe R. Marouco escrevendo um e-mail para o seu grupo de 300 mecânicos (mesmo quando o grupo chegou a quase 400, ele seguia nos chamando de 300 guerreiros espartanos) digitando sem dizer uma palavra, no entanto sempre acabava pensando alto quando escrevia: “Mecânicos de Avião” e assim foi escrevendo (não recordo […]

Leia Mais →

Leia Mais →

Topo