banner pneufree.com

Sobe Igual Foguete! – Boeing 757

Quando eu Lito, pisei pela primeira vez no 757-200 de prefixo G-OOOX, me impressionei com a finura e comprimento daquela aeronave, e que neste modelo específico (G-OOOX) era configurado para 236 passageiros! Mas de onde vinha o tal 757?

A Boeing passou mais 5 meses tentando tornar o 727-300 uma aeronave viável, inclusive tentando uma versão bimotor, mas não conseguiu criar um avião econômico o suficiente. Isso levou a Boeing a buscar um novo design, que ainda seria baseado no 727, mas que teria de oferecer uma economia de combustível de 30%. A designação 7N7 foi usada pela primeira vez em janeiro de 1976.

A Boeing teria que sozinha fazer duas famílias de novas aeronaves, o 7N7 e um novo widebody, o 7X7 e havia algum ceticismo de que a Boeing poderia fazer dois aviões separados ao mesmo tempo.

A Boeing considerou brevemente fazer do 7N7 um widebody com sete assentos lado a lado, mas decidiu que seu design era muito parecido com o do 7X7 – agora conhecido como Boeing 767.

Aos poucos, ganhou força a ideia de que o 7N7 deveria utilizar a cabine do 767 maior para criar uma classificação de tipo comum para ambas as aeronaves e simplificar o programa do 7N7. Essa foi a morte do 7N7 inspirado no 727 e um novo design de cockpit criou a característica dianteira do 757, com o nariz achatado mais largo e mais baixo, fazendo com que o cockpit ficasse mais baixo que a cabine. Além disso, o APU, o sistema de geração de energia elétrica e o ar condicionado foram compartilhados entre os dois jatos.

Por conta de usarem a mesma configuração de cockpit, o 757 e o 767 tem uma classificação de tipo comum, o que permite que um piloto possa utilizar qualquer um dos dois aviões com um mínimo de adaptação.

O 757 era especialmente adequado para longas rotas domésticas da Northwest, como de Seattle para Nova York ou Washington.

Sua performance impressiona! Com desempenho de foguete durante a decolagem, o 757 é sem dúvidas um avião “supermotorizado”, com potência de sobra! Lembro muito bem de um falecido amigo, o saudoso Cmte.Johansson (Ex.TRANS BRASIL, OceanAir, ABSA e TRIP) se referir ao 757 como “jeito de 767 com pilotagem de 737!”. Um avião marcante para seus pilotos, que simplesmente o adoravam.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sobre o Autor

Equipe Aviões e Músicas [email protected] [email protected] (11) 9 6920-3129 (Comercial)
banner livro
Topo